Thursday, March 26, 2015

Sievekingia fimbriata


É uma orquídea originária da Costa Rica, Colômbia e outros paízes da América do Sul de climas tropicais. São plantas próximas das Stanhopea e visualmente muito identicas excepto que, mais pequenas em tamanho. Têm pseudobolbos com cerca de 2cm de comprimento com uma folha plicada. 

Normalmente é cultivada em vasos ou cestos de madeira suspensos porque as suas flores pendem em cachos que podem atingir as 15 flores por cacho. O substrato deve permitir uma boa drenagem e pode ser constituído por casca de pinheiro fina, fibra de coco, perlite, fibras de feto arbóreo ou musgo de esfagno. O substrato deve manter-se húmido mas não podemos deixar secar demasiado nem encharcar o substrato.

Esta planta veio com outras iguais para o Jardins Sintra com as folhas todas manchadas e muita gente alvitrou serem fungos. A minha suspeita foi que as manchas era devidas a serem transportadas dentro dos sacos, em Fevereiro, dentro de camiões refrigerados. Entretanto fiquei com uma e mantive-a no Orquidário dos Jardins Sintra, onde trabalho. Agora, dois anos depois, esta pequena orquídea está de óptima saúde e deu agor a primeira floracão.




1 comment:

António Jesus Batalha said...

Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns,
também agradeço por partilhar o seu saber, se achar que merece a pena visitar o Peregrino E Servo,também se desejar faça parte dos meus amigos virtuais faça-o de maneira a que possa encontrar o seu blog,para que possa seguir também o seu blog. Paz.
António Batalha.