Thursday, December 03, 2009

Papilio machaon


A minha saga com as Borboletas Cauda-de-Andorinha continua. Numa visita aos meus pais, comentei que tinha que comprar mais Arruda (Ruta graveolens) para as lagartas e uma tia minha disse que as matava todas porque lhe destruíam a planta. Enfim, lá lhe dei um raspanete e ela ficou de me guardar todas as lagartas que encontrasse na sua Arruda.
Assim, este fim-de-semana trouxe uma caixinha com três lagartas ainda pequenas e quatro crisálidas. Assim que eclodirem, mostrarei fotos das borboletas!

Se quiserem ver destas borboletas ao vivo podem ir à LAGARTAGIS, a estufa de Borboletas do Jardim Botânico de Lisboa.

2 comments:

Miguel said...

A tua tia é como muita gente que só quer defender as plantas das "pestes" que as lagartas são, isto porque como sabes, estas amiguinhas dão conta da arruda e do funcho também em menos de nada. Enfim, é sempre possível fazer as duas coisas, eu não deixei as minhas pastar à vontade, coloquei-as numa caixa de sapatos e alimentava-as com funcho que apanhava na rua e com salsa para não me comerem o cantinho todo.

Lisa Griffin said...

Que lindo! Também tenho o costume de "criar" algumas lagartas em casa. Aqui no Brasil, tem uma cauda-de-andorinha que se chama Heraclides thoas brasiliensis, e gosta de uma espécie de pimenteira selvagem. Eu adoro vê-las eclodirem da crisálida. São tão grandes...Couve também dá muita lagarta quando a gente planta..e maracujá( passiflora ) também. parabéns pelos "filhotes"!