Monday, April 30, 2007

Plantas da Serra IV - Bagas



Corações Ardentes


Foto tirada no meu jardim

Comprei-a já com algumas flores e está já na sua fase final de floração. Se as suas folhas são muito bonitas, as suas flores são todo o seu encanto. Pendem de uma haste rosada com a forma de corações enfileirados divididos ao meio por uma 'lágrima' branca.
Em inglês esta Dicentra spectabilis tem o nome comum de Bleeding Hearts, em português são Corações Ardentes...
Vi à venda também a forma Alba (flor completamente branca) mas não comprei. Fica para uma próxima vez.
Gosta de sombra e solos húmidos. Se apanhar muito sol a sua folhagem morre mais depressa.



Fotos tiradas da net

Sunday, April 29, 2007

Sogras e Noras

Hoje comprei uma nova Amaryllis. É igual a estas da foto mas as flores são mais pequenas. Tenho Brancas, Rosa e Vermelhas. As cores são vivas, a foto não está muito boa. Gosto bastante destas bolbosas. Depois de florirem vou coloca-las todas num vaso largo.
No Alentejo chamamos-lhe 'Sogras e Noras' por estarem sempre de costas voltadas! :-)

Saturday, April 28, 2007

Friday, April 27, 2007

Hoje plantei...

Hoje plantei sementes de Chagas (Tropaeolum majus), também conhecidas por Capuchinas. Esta planta de flores de cores quentes - amarelos e laranjas - é originária do Peru e outros países da América do Sul. As suas flores e folhas são muito utilizadas para saladas.
As minhas serão para colocar numa floreira de três cestos que comprei há poucos dias. Não sei se as sementes irão vingar pois já as tenho há uns dois anos. No entanto não as quis deitar fora. Vamos ver o que vai acontecer. Plantei para mim e para oferecer...
Entretanto o último Junquilho (Narcissus jonquilla) secou hoje. Fica a foto. Para o ano haverá mais.


Plantas da Serra II

Uma Euphorbia silvestre.
Havia tantas!... Lindas.

Plantas da Serra I

Aqui vos vou deixar algumas fotos de plantas que, não sendo orquídeas, também me chamaram à atenção no passeio à Serra de Santo António.

Wednesday, April 25, 2007

Procurar orquídeas

Alguém me perguntou «Como é que eu vejo as orquídeas portuguesas?».
Eu respondo que é difícil. É preciso procurar e saber o que se procura.
Por exemplo, no último passeio pela Serra de Santo António, o habitat com que me deparei foi este.


Vegetação rasteira e muitas pedras. No entanto não era árido pois via-se bastante humidade no muros de pedra que ladeavam os caminhos e os socalcos. É um local onde se encontram facilmente pastores com os seus rebanhos de ovelhas e cabras. Muitas das orquídeas mais acessíveis são pastadas pelo gado.

Depois o tamanho. A maior parte das orquídeas são mínimas. Muito pequeninas mesmo.



Estão a ver? Não parecem muito interessantes, pois não? Mas depois de tirada a foto e já em casa, no computador, reparamos em pormenores que lhe dão uma beleza extraordinária.



Deixo-vos mais um exemplo de uma das minhas favoritas, já em foto aumentada.



Monday, April 23, 2007

Dia Mundial do Livro

Como hoje é o Dia Mundial do Livro, quero deixar aqui uma sugestão de leitura para quem gosta de jardinar. Da Editora Civilização, que tem outras boas sugestões de leitura, sugiro este manual com muitas dicas e ensinamentos no que toca a jardins e plantas. Edição atractiva e bem documentada com fotos de boa qualidade.


Serra de Santo António

Não foi de propósito, mas não consigo imaginar melhor maneira de comemorar o DIA DA TERRA.
Ontem fui com um pequeno grupo de orquidófilos fazer um passeio pela Serra de Santo António. Saímos de Lisboa às 9:30h da manhã e chegamos passadas 12 horas. Estava cansado, apanhamos bastante sol (fiquei com os braços e pescoço vermelhuscos) e algumas carraças na erava seca, mas adorei o passeio.
Os temas de conversa do dia foram plantas, jardins e, claro está, orquídeas. Naquela zona pudémos observar uma grande variedade de espécies endémicas que estão neste momento a florir. Pequenas jóias da natureza que felizmente, talvez pelo seu tamanho insignificante, não são conhecidas de muita gente e ainda se vão encontrando se procuradas por olhos conhecedores.
Informa-se que são espécies protegidas e que mesmo colhidas não se conseguem cultivar em casa pois necessitam da combinação de um variado conjunto de factores para sobreviverem e florirem que são praticamente impossíveis simular em nossas casas.
Resta-nos admira-las no seu habitat e trazer uns troféus fotográficos para partilhar com os amigos. Nos próximos dias colocarei aqui algumas fotos do passeio.

Saturday, April 21, 2007

Dia da Terra - 22 de Abril

Amanhã, Domingo, é celebrado o dia da Terra.
Desafio-os a pensarem um bocadinho no nosso planeta ou pelo menos a tentar admirá-lo de maneira diferente.
Façam um passeio, uma visita a um jardim ou à beira-mar.
Comprem uma planta ou ofereçam a alguém um ramo de flores.
Qualquer coisa diferente e que vos lembre do lindíssimo planeta que ainda temos e de todos os recursos naturais, vida vegetal e animal que lhe dão uma imensa diversidade e fazem dele único.

Friday, April 20, 2007

As minhas Saxifragas

Acho que descobri quais são as minhas duas Saxifragas.
As fotos não são minhas (continuo sem camera fotográfica) mas aqui deixo as mais parecidas com as minhas. Atenção que por vezes as flores são parecidas, mas as plantas são muito diferentes.
Agora, sabendo que são alpinas ou que se adaptam bem a jardins rochosos, vou fazer-lhes uma taça como fiz para as Sempervivum e os cactos carnudos.

Saxifraga camposii


Saxigraga 'Purple Robe'

Camélias

Gosto de Camélias. Gosto das flores e das plantas de folhas verdes, grossas e brilhantes. É pena que as flores sofram bastante com a geada. É comum ver uma porção de flores caídas debaixo da Camélia no início da Primavera.
A minha mãe tem duas no jardim dela. Uma grande com cerca de 20 anos, dá uma flor rosa e singela e outra que resultou da plantalção de uma semente de outra Camélia, também cor-de-rosa mas de pétalas 'dobradas'.
Nos primeiros dias que fui para esta nova casa, comprei uma Cameleira. Ainda não postei fotos das flores porque só lhe vi uma única flor ainda na florista. Mudei-a para um vaso maior e, neste momento, cresce a olhos vistos. Está cheia de novos rebentos. A flor é branca debroada a rosa claro.
Ontem, por sugestão do blog QUINTA DO SARGAÇAL, fui ver a website da Sociedade Espanhola de la Camelia, mais uma associação no nosso país vizinho que não tem uma congénere cá, apesar de até termos boas representações de Camélias em Portugal.
No entanto, andei vendo as fotos e depararam-se-me estas duas belezas. Já viram a perfeição e a geometria destas flores? Lindas lindas lindas... Se eu as vejo num centro de jardinagem, acho que não lhes resisto.


A segunda está classificada no site como Camelia japonica 'Millarenga' .

Tuesday, April 17, 2007

Saxifragas

Comprei quatro plantinhas, duas de cada cor, porque gosto de florinhas pequenas. Não sabia nada sobre elas. Nunca tinha ouvido este nome: SAXIFRAGA. Entretanto, fui investigar e descobri um leque enorme de plantinhas, para mim desconhecidas, todas do género Saxifraga e da família das Saxifragaceae. Este género é composto por mais de 400 espécies. São plantas de áreas montanhosas (as chamadas Alpinas) e que são muito famosas em jardins rochosos. Gostam de bastante sol e de solos neutros ou alcalinos.
As plantas são muito variadas no seu aspecto tendo muitas formas de folhas assim como de flores.


Estas são muito parecidas ou iguais às minhas. Eu tenho em branco e em rosa-escuro. São as Saxifraga cochlearis.
No entanto existem muitos tipos. Um dos mais bonitos é esta preciosidade. Não concordam comigo?

Saxifraga stolonifera

Mais informações sobre estas plantinhas no site da The Saxifrage Society.

Sunday, April 15, 2007

Azáleas

Este ano comprei três Azáleas pequenas (Rhododendron). Umas rosa-escuro e outras brancas com um sombreado rosa. As duas foram colocadas no mesmo vaso, com substracto ácido, como elas gostam.
A foto foi tirada no dia em que foram plantadas, agora já floriram, mas as chuvas do início de Abril queimaram-lhes as pétalas, especialmente das brancas.
A outra Azálea, que não está na foto, tem as flores ligeiramente mais pequenas e são brancas com uma risca rosa-salmão. Muito bonitas.
Existem cerca de 10.000 híbridos de Azáleas e pode-se encontrar uma para cada tipo de jardim, pátio ou vaso. Pelo menos é isso que nos diz o site da Azalea Society of America onde pode ver muitos dos tipos e cores de Azáleas mais famosos.
Nos Kew Gardens, em Londres e no Jardim Botânico de Nova Iorque, pude admirar um bonitos arbustos de Azáleas carregados de flores.
Espero poder admirar os que existem nos Açores. Segundo me dizem são também lindíssimos. Até lá, vou-me contentanto com os meus.


Friday, April 13, 2007

Vermelho e Prateado

No passeio pela Arrábida não vimos só orquídeas.
A beleza do mundo vegetal espreitava para onde quer que nos virássemos.
Gostei da combinação das cores deste arbusto que não sei identificar. O cinzento quase metálico combina na perfeição com a cor vermelha-escura dos botões.


Thursday, April 12, 2007

Abril no Jardim

A Primavera chegou. Semte-se por todo o lado.
A máquina fotográfica avariou logo nesta altura em que tenho tanto para mostrar. Espero que as flores se aguentem até à reparação, que ainda vai demorar alguns dias.
O fim-de-semana passado fui a casa dos meus pais e trouxe algumas plantas e podas de outras que ainda sobreviveram sem mim estes 12 anos em que estou em Lisboa.
O mais difícil de trazer foi a Beaucarnea recurvata que foi comprada do tamanho de uma bola de ténis e agora são precisas duas pessoas para a transportar. Já está colocada num vaso novo, vamos ver se sobrevive.
A minha taça rochosa de mini-carnudas e Sempervivum está bonita e parece que umas vão já florir. Gostaram de ser mudados para um espaço maior.
Quem também está no seu explendor, são as Fucsias (Brincos-de-Princesa), as Amarilys (Sogras-e-noras). A minha rosa está a recuperar bem da poda tardia e tem um novo rebento rente ao chão e os Amores-perfeitos miniatura também já me presentearam com algumas florsinhas...
As orquídeas da sala estão bonitas e muitas floridas, mas as que estão no exterior, mesmo dentro das mini-estufas, não estão como eu gosto. Eustou impaciente pela chegada da estufa.
E é isto que se passado no meu pátio-jardim.

Wednesday, April 11, 2007

Flor

Mais uma flor simples, de planta não identificada.
Foto tirada do Eden Project.

Sunday, April 08, 2007

Orquídea Nr. 12

Mais um Cymbidium não identificado.
Este de flores muito grandes e de um amarelo torrado, quase dourado.
Lindos!


Friday, April 06, 2007

Narcisos

Em muitos jardins ingleses, nesta altura, podem encontrar-se verdadeiros festivais de cor com a plantação de Narcisos e outras bolbosas.
Cá em Portugal não se encontram muito ou os nossos Invernos não são suficientemente frios para que as plantas se desenvolvam bem. Normalmente florescem melhor no primeiro ano mas depois, nos anos seguintes, dão poucas flores.
Foi com surpresa que soube, no curso que fiz no Jardim Botânico da Ajuda, que os narcisos eram endémicos do nosso país e, no passeio que fiz na Arrábida, tive oportunidade de ver narcisos selvagens que pouco têm a ver com os que se encontram à venta nos centros de jardinagem.
Estas fotos foram tiradas o ano passado, nos jardins exteriores do Eden Project, na Cornualha.




Flores pequenas...

Já vos tinha dito que gosto de flores pequeninas?
Estas são divinais. Lindíssimas. Tirei a foto quando fui ao Eden Project, em Inglaterra. Não sei que planta é.


Thursday, April 05, 2007

Associativismo em Portugal

Pensava eu que não havia actividade no mundo das plantas em Portugal e no blog QUINTA DO SARGAÇAL esta semana até houve um post intitulado "Para isto é um país morto", em resposta a um comentário meu, sobre o fraco ou inexistente associativismo em Portugal neste meio...
Entretando, andava eu nas minhas navegações e vou parar a uma SOCIEDADE PORTUGUESA DE ARBORICULTURA e depois até constato que existem em Portugal pelo menos quatro associações de amantes de Bonsais em Portugal... Fiquei admirado.
Depois, pensando bem, penso que estas associações não devem estar a fazer muito, visto ainda não ter ouvido falar delas. Ou não?
E estará a SPA a fazer alguma coisa quando o que se ouve são notícias de podas a árvores que mais parecem amputações, jardins ao abandono e destruições de paisagens supostamente protegidas.
Pergunto eu, pode ser que alguém leia isto, para quando uma Sociedade Protectora de Plantas e Jardins em Portugal?

Wednesday, April 04, 2007

"Limpa-garrafas"

É o nome comum desta planta originária da Austrália, da família das Myrtaceas, devido à parecença das suas flores com as escovas de limpar as garrafas.
O nome científico é Callistemon.
Comprei uma destas plantas pequenas e mudei-a para um vaso maior.
O primeiro exemplar destas plantas foi trazido para a Europa e apresentada nos Kew Gardens, em Londres, no ano 1789 por Joseph Banks.


Sacos de Plástico

Sabia que um simples saco de plástico pode levar até 500 anos a ser degradado na natureza?
Lembre-se disto ao chegar a casa das compras, antes de deitar sacos no lixo.
Reaproveite ou recicle os seus sacos plásticos, por um planeta mais verde.

Tuesday, April 03, 2007

Orquídea Nr. 11


Epidendrum 'ballerina'

O meu primeiro Epidendrum e uma das minhas orquídeas favoritas!
EPIDENDRUM - Palavra derivada do grego e quer dizer 'cresce nas árvores'.
Encontra-se em países da América Central e do Sul (México, Guatemala e Honduras).
Gosta de bastante luz, dá-se bem em temperaturas entre os 12ºC e os 30ºC.
Deve ser regada semanalmente.
As plantas podem crescer até aos 3 metros de altura.

Monday, April 02, 2007

Saída de Campo

No passado dia 25 de Março, fui com um grupo de orquidófilos fazer um passeia à serra da Arrábida e arredores para vermos as orquídeas que crescem em Portugal.
Fiquei encantado com estas pequenas maravilhas.
Uma das quais a foto ilustra o post anterior. Deixo aqui mais algumas fotos que tirei nesse passeio.

Anacamptis papilionacea

Orchis anthropophorum

Ophrys fusca

Ophrys lutea

Nota: Todas as orquídeas espontâneas em Portugal estão protegidas por lei e é proibido apanhar a planta ou a flor.